Tuesday, May 05, 2009

Seamanship (or the lack of...)

 
 

After more than 10 years of ISM implementation, after increased worldwide scrutiny by Port State Control authorities, after recurring recommendations from EMPA and IMPA regarding pilot boarding arrangements following fatal accidents involving pilot ladders, this is what we are still witnessing day after day.
The picture speaks for itself. What we have here is two ladders recklessly attached to each other. Imagine using this pilot ladder during the night and under bad weather conditions…
This vessel is owned by a reputable (?) European company and manned by European officers.
More than an evident lack of seamanship that could and should lead to a major non-conformity under the company’s SMS, what this situation shows is a complete lack of respect for fellow mariners.

6 comments:

ncm said...

Comigo este tipo comprava uma escada nova adequada e só depois é que tinha POB - não se pode facilitar... nunca!

Anonymous said...

Reportou o piloto esta situação à Autoridade Marítima, tal como é por lei obrigado?
JG

Malheiro do Vale said...

Caro JG,

Apesar de este ser um espaço de opinião pessoal e não institucional (ler DISCLAIMER no final da página) posso assegurar-lhe que todas as deficiências encontradas são objecto de um relatório SMS e reportadas às autoridades competentes, nacionais e/ou internacionais.

Cumprimentos

Rui Amaro said...

Inacreditável! Esse navio devia ser de armador “muito pirata”. Na década de 60 na bacia de Leixões, já na escada muito usada de um navio grego, notei que uma travessa estava quebrada e o cordame a ranger e antes que levasse com ela em cima, saltei apressadamente para a lancha do “boatman” e o imediato mandou colocar nova escada e arrumar a avariada. Um outro caso no rio Douro, num navio holandês, a escada estava mal amarrada, e já me encontrava a meio, começou a deslizar, já ia para me atirar à água, quando o maquinista, que estava por perto, viu a situação e conseguiu segurá-la e então lá acabei por saltar a bordo. Antes tinha puxado por ela para ver se estava fixa.
Saudações marítimo-entusiásticas
Rui Amaro

Anonymous said...

não esquecer os desgraçados dos caixeiros de mar que, embora não comparados ao serviço de Pilotagem, também se deparam muitas vezes com situações destas mas que não teem uma voz por trás que os defenda

j. barata

carlos@inport.com.br said...

Olá , este é o meu caso, sou despachante aduaneiro em Santos/ Brasil, e vou á bordo, mesmo na Barra e tenho que me arriscar , sem nenhuma opção...